Archive | julho 2011

Minha homenagem à minha terra querida – Águas de lindóia


Anúncios

As lindas paisagens que deixei…


O Teatro Mágico


Amigos,sábado tive a emoção de ver ao vivo e a cores o Teatro Mágico , vai um vídeo para vocês compartilharem comigo esse momento de luz e de energia dessa trupp.
A músi ca é “O anjo mais velho” – simplesmente maravilhoso.

DE VOLTA PARA A MINHA TERRA


Estou voltando á Serra da Mantiqueira, verdes matas, morros , ladeiras …

Chego lá no dia do meu aniversário, completando 53 anos , com certeza não é hora de balanço nem de crise!!!!!!!
Se não é hora de crise, posso relembrar sem problemas…
A terra onde nascemos é a terra que não escolhemos , e depois a vida nos leva a terra onde queremos viver…
Nasci numa terra onde a natureza foi abençoada pelas mãos de Deus , característica desse país chamado Brasil.
Cidade do interior de São Paulo uma estância hidromineral que deixou a marca de seus verdadeiros donos.” Os tropeiros e a lenda do sapo gigante 
Uma lenda popular diz que os primeiros a usarem para tratamento as águas de Águas de Lindóia foram tropeiros do século XIX, que descobriram incríveis poderes cicatrizantes. 
Os tropeiros teriam espalhado essa notícia por outros estados, atraindo os primeiros turistas. 
Havia quem dissesse que o que curava não eram as águas, mas sim um enorme sapo que morava próximo às fontes e ajudava a curar os doentes que delas bebiam e se banhavam.”
E como a lenda essa cidade também me deixou marcas, marcas da adolescência e marcas da juventude.
Cidade onde os conceitos e opções eram totalmente tradicionais ,  história do fundador e dos mandantes da cidade eram as únicas histórias verdadeiras e existentes , o povo e os trabalhadores eram e são ; sempre coadjuvantes da história e o seu papel era e ainda é a servidão. , ou seja, o estado de castas que o estado de São Paulo insiste até hoje em preservar em nome do progresso.
O correto nessa terra era conservar o estado tradicionalista,religioso e com um forte tom do estado ditatorial ,  de tristes lembranças.
E quem discordasse…ERA COMUNISTA , MACONHEIRO , FORA DA LEI !!!
E nós éramos poucos nem perseguidos poderíamos traduzir essa ação,no máximos éramos observados à distância…
E como o tempo é todo poderoso, nos forçou procurar outros caminhos, o caminho reservado aos “ZÉ NINGUÉM”.
E como os comunistas fomos levados a entrar na guerrilha urbana , na decisão do tudo ou nada…entrar de fato para a vida.
E quando cada um ao seu tempo chegou á província, e cada um ao seu tempo descobriu que continuávamos a ser um ZÉ NINGUÉM , diferente ,aqui já não importava o nome ou sobrenome,éramos definitivamente mais um.
Nesse breve balanço sem crise ou mágoa vi que tudo valeu à pena , hoje somos historiadores , geógrafos, professores , economistas , administradores , advogados , artistas…
Esses ZÉ NINGUÉM, venceram a barreira da província e do interior desse estado de São Paulo.
E mais;  nunca esqueceram de onde vieram…
Se nasceram num local que nasceu de uma lenda com certeza nossas vidas viraram um conto de fadas…
Uma ficção!!!!!!!!
Não apenas arriscamos e aqui estamos todos nós…
Dizendo que a vida tem sempre razão!!!!!!!!
Bom dia! Águas de Lindóia estou chegando!
E com certeza a lenda nos acompanhou estamos com algumas marcas, mas cicatrizes foram curadas pela água das Águas de Lindóia!
Salve , Salve , companheiros de caminhada !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

As várias pontas de uma estrela


As várias faces da mesma flor!
A mesma flor de várias faces!

Sapato 36


Pai eu já tô crescidinho
Pague prá ver, que eu aposto
Vou escolher meu sapato
E andar do jeito que eu gosto
E andar do jeito que eu gosto.


                                                                                                    Escolhendo um sapato hoje pelas lojas da província…
                                                                                                    Lembrei-m do meu velho pai Zé Baiano e do Raul Seixas.
                                                                                                    Quando coloquei o sapato ele tava apertado…E logo me veio
                                                                                                    a cançao do Raul-Sapato 36 junto com a letra veio a lembrança
                                                                                                    do meu velho pai,nordestino,durão e que me passou a vida dizendo uns bons nãos e outros tantos não necessários assim.Mas que me transformou nesse homem criança que gosta de brinquedo eletrônico,que gosta de brincar e tirar sarro da vida.
                                                                                                    E a saudade bateu forte,dos tempos que o não era fatal e causava revolta e que hoje aqueles mesmos não….me dão muita saudade.A bençao Raul Seixas,a bençao Zé Baiano meu velho e inesquecível pai!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!            

%d blogueiros gostam disto: